10
Set 11

18-08-2011 (quinta-feira)

Depois de uma noite, até bem dormida, (deve ter sido da risota…,“Ai o policia”!...), lá fomos nós, novamente de madrugada!... Bom… desta vez, nem tanto!... Por volta das sete horas e vinte minutos estávamos prontinhos a arrancar! Uns ainda demoraram a fazer a corte a uma muçulmana, mas foi coisa de pouca dura!...

O percurso é lindíssimo! Passamos por várias aldeias, crianças que nos acenavam e que nos pediam “crayons”, ou comida… Pessoas que aproveitavam qualquer sombra para descansar… Atravessamos o rio, vezes sem conta! Paramos para descansar num pequeno “café”, onde um senhor muito simpático nos fez umas “pinturas berberes”! Almoçamos debaixo de uma oliveira, num sitio lindo, em Taghzout. Os nossos moleiros, sempre atenciosos, presenteara-nos com mais uma salada marroquina, melão, melancia e, claro, o sempre presente chá de menta! Estava-se deliciosamente bem! Foi pena os chuviscos que começaram…

 

 

A paisagem foi única, do princípio ao fim. Aquelas paredes são majestosas, os antigos trilhos das mulas e as antigas “casas” dos berberes… abismais! Literalmente! Eram construídas em autênticos abismos!... Depois de um longo dia, paramos numa pequena aldeia ???, onde fomos logo rodeados por crianças… a maioria meninas e um “Don Juan”, cheio de coraçõezinhos, lindo! Aqui poderíamos dormir, em casa de berberes, mas, após alguma indecisão, o nosso guia, Abdul, sugeriu continuar caminho e dormir no refúgio em Ag'zga (Aguerzaka), ... foi um pulinho.

   
Texto da Sherpa-Lhamu

publicado por Vamos Ali às 18:00

a marroquina tinha uma foice na mão Image
sherpa a 10 de Setembro de 2011 às 22:29

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Segue-nos no

subscrever feeds
pesquisar