22
Mar 11

Eram 20:30h quanto saímos de Gaia em direcção à fronteira de Vilar Formoso. Pelo caminho, ainda em Portugal, por pouco que não atropelamos uma Gineta … bem grande …. E aí, o Lobo Guará, "herdou" o nome. Só não passou a Burro porque este só se atravessou à nossa frente já na chegada a Hoyos del Espiño e não ficou Cabra porque esta só saltou, em frente do carro, já na Plataforma de Gredos.
Preparados e de mochila às costas, eram 3:30h (locais) quando começamos o caminho em direcção ao Circo de Gredos. A um bom ritmo, rapidamente chegamos ao refúgio Elola onde o Gineta preferiu ficar a apreciar a lua que nos iluminou durante todo o trajecto. Montou a tenda e aterrou…. Os restantes retomaram caminho para o cume, Almanzor (2592m). O estado da neve, que até então tinha proporcionado um bom ritmo, mudou, era agora mais “fofa”, tornando a progressão lenta e dificil … custou-nos falhar o pôr-da-lua e o nascer do sol no cume.

Às 8:00h estávamos no topo, depois de uns belos corredores e da aresta na Portilla del Crampon que estava fantástica. Depois das fotos da praxe deixámos o cume e descemos pela Portilla de Los Cobardes a caminho da Galana. Aí, e depois de alguma ponderação, o Águia ainda tentou a subida mas o estado da neve e o bom senso imperou... (Já temos objectivo para uma próxima incursão). Depois de muito apreciar a paisagem e de uma agradável conversa com outros grupos que também tentavam a Galana iniciámos a descida para o refúgio. A neve estava “intragável”…. custou mais que a subida.

Terminámos bem cedo os objectivos do dia. “Estourados” mas felizes com a actividade, instalámo-nos perto do refúgio, montámos a tenda e o Jota e o Sherpa prepararam o Bivac … até que, de bloco de neve em bloco de neve quase construíram um iglô, tornando-se na atracção e “gozo” de toda a imensa comunidade alpina que ali se encontrava. Ficou prometida a construção de um iglô para a próxima.

Depois de um bom jantar, bem cedo ainda com luz solar, fomos dormir e tirando o Gineta todos apagaram quase instantaneamente …. O Águia mais parecia um Urso, tal o ruidoso dormir com que assustava os que, por perto, iam passando.

No Domingo, pelas 5:20h (locais), no regresso à plataforma decidimos subir pelo Morezon, onde, no final de um corredor bem inclinado assistimos a um magnífico nascer do sol. Antes de terminar, passámos pelo refúgio Del Rei (em ruínas). E como não podia deixar de ser fomos tomar o pequeno almoço ao “La Bodeguilla”  a Hoyos del Espiño. Venha a próxima…. ;-)

- Participantes: José João, José António Sousa, Jorge, Águia-real , Gaio e Gineta

- Dados da actividade:  Dia 1 , Dia 2

- Fotos de Jorge, José João, José António Sousa, Águia-real

e FOMOS ALI…

publicado por Vamos Ali às 09:11

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Segue-nos no

subscrever feeds
pesquisar